Monologo à força / Mario de Sircoanera

Monologo à força / Mario de Sircoanera

In: Azulejos. - Lisboa. - A. 2, nº 49 (24 ago. 1908), p. 6

1908
Categoria: Obra Publicada (1.ªs edições)
 O caixão: conto original / Mario de Sircoanera

O caixão: conto original / Mario de Sircoanera

In: Azulejos. - Lisboa. - A. 2, nº 51 (7 set. 1908), p. 5

1908
Categoria: Obra Publicada (1.ªs edições)
 Maria Augusta: conto original / Mario de Sá Carneiro

Maria Augusta: conto original / Mario de Sá Carneiro

In: Azulejos. - Lisboa. – A. 2, nº 54 (28 set. 1908), p. 6-7

1908
Categoria: Obra Publicada (1.ªs edições)
 Ladislau Ventura: conto original / Mario de Sá Carneiro

Ladislau Ventura: conto original / Mario de Sá Carneiro

In: Azulejos. - Lisboa. - A. 2, nº 60 (9 nov. 1908), p.7

1908
Categoria: Obra Publicada (1.ªs edições)
 Quem me dera, meu amor / Sircoanera

Quem me dera, meu amor / Sircoanera

In: Azulejos. - Lisboa. - A. 2, nº 63 (5 dez. 1908), p. 5

1908
Categoria: Obra Publicada (1.ªs edições)
 Senhora dos olhos lindos / Sircoanera

Senhora dos olhos lindos / Sircoanera

In: Azulejos. - Lisboa. - A. 2, nº 64 (19 dez. 1908), p. 5

1908
Categoria: Obra Publicada (1.ªs edições)
 A mendiga / Mario de Sá Carneiro

A mendiga / Mario de Sá Carneiro

In: Azulejos. - Lisboa. – A. 3, nº 67 (2 jan. 1909), p.2-3

1909
Categoria: Obra Publicada (1.ªs edições)
 Se p’ra me qu’reres é forçoso / Sircoanera

Se p’ra me qu’reres é forçoso / Sircoanera

In: Azulejos. - Lisboa. - A. 2, nº 67 (2 jan. 1909), p. 3

1909
Categoria: Obra Publicada (1.ªs edições)
 Amor vencido / Mario de Sá Carneiro

Amor vencido / Mario de Sá Carneiro

In: Azulejos. - Lisboa. - A. 3, nº 68 (9 jan. 1909), p. 2

1909
Categoria: Obra Publicada (1.ªs edições)
 «Porque razão desdenhais» / Sircoanera

«Porque razão desdenhais» / Sircoanera

In: Azulejos. - Lisboa. - A. 3, nº 68 (9 jan. 1909), p. 6

1909
Categoria: Obra Publicada (1.ªs edições)